quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Felipe M. Guerra entrevista...


Sempre que participo do Fantaspoa - Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre, eu prefiro investir meu tempo conversando com os diretores participantes ao invés de assistir três ou quatro filmes por dia, como fazem muitos espectadores. No deste ano, resolvi ampliar a experiência da troca de ideias com os cineastas para um público maior, usando minha velha câmera mini-DV para gravar entrevistas com os caras que fizeram os filmes que eu mais gostei.

É uma tentativa de valorizar o trabalho desses cineastas iniciantes e quem sabe torná-los mais conhecidos no Brasil. Até porque alguns deles estavam lançando seu primeiro filme no Fantaspoa, e talvez amanhã sejam grandes nomes do gênero, e aí ficará relativamente mais difícil entrevistá-los.

Nos vídeos abaixo, o leitor do FILMES PARA DOIDOS pode conferir minhas entrevistas com os cineastas norte-americanos Todd E. Freeman ("Cell Count") e Zack Parker ("Scalene"); com o canadense Casey Walker ("A Little Bit Zombie"); o inglês Alex Chandon ("Inbred"); o argentino Nicolás Goldbart ("Fase 7"), e o espanhol Tirso Calero ("Carne Cruda").

Já falei rapidamente aqui no blog sobre o quanto gostei dos seus filmes, e nessas entrevistas o leitor poderá conhecer mais sobre as obras (com cenas dos filmes, inclusive) e sobre os próprios realizadores, que falam sobre suas influências, referências e o cinema fantástico moderno. Para poupá-los do meu inglês horrível e do meu "portunhol", substituí as perguntas que fiz por legendas com os temas discutidos.

Sei que nem todos gostam de ver entrevistas em vídeo, e eu mesmo prefiro as entrevistas transcritas (por escrito). Mas reserve um tempinho para ver e ouvir o que esses caras têm a dizer. Afinal, eles podem ser os Stuart Gordons, John Carpenters e David Cronenbergs de amanhã.


Entrevista com Alex Chandon
 

 
Entrevista com Nicolás Goldbart
 

 
Entrevista com Casey Walker
 

 
Entrevista com Todd E. Freeman
 

 
Entrevista com Tirso Calero
 

 
Entrevista com Zack Parker
 

11 comentários:

Marcelo Gama disse...

Bravo, Guerra! Esse deve ser um dos seus melhores posts, um verdadeiro furo!
Por enquanto só vi as entrevistas com o Chandon, Freeman e Goldbart. Porra, mas o Chandon pareceu ser um cara muito gente boa! No meu caso, achei o CRADLE OF FEAR uma bomba, apesar de que já vi há algum tempo e não sei se subiria ou cairia após uma revisão. Dois pontos que me fizeram perdoá-lo: o fato de SOUTHERN COMFORT ser um dos filmes favoritos dele e o fato dele odiar a música do Cradle of Filth, hahaha!
E essa edição estava impecável, com direito a "Girls Just Want To Have Fun" da Cyndi Lauper na trilha sonora, hehehe!

Quote: "Não queria que INATO tivesse câmera operada por chimpanzés."

laurindo big boss disse...

Laurindo Big Boss disse:Felipe, achei muito boa as entrevistas feitas, principalmente com Zack Parker e Tirso Calero.Muito boa sua participação,no Fantaspoa, legal mesmo...Abraço Laurindo Junior.

Rodrigo disse...

Olá amigo, estou criando um site de filmes o http://www.filmeson.net , um blog sem fins lucrativos, eu estou procurando parceiros de link pra ajudar a rankear o meu blog, vocês aceitam uma troca de links ?

Att
Rodrigo

Felipe M. Guerra disse...

MARCELO GAMA, que fique registrado que a "trilha sonora" da entrevista estava tocando no boteco onde ela foi filmada, não tenho nada a ver com isso! hahaha. "Cradle of Fear" é mesmo uma bomba, falei isso para o Chandon e elogiei o quanto ele evoluiu entre este filme e "Inbred", que é um FILMAÇO. Mas gosto muito da última história de "Cradle...", aquela do site snuff. Se ele pegasse só essa e transformasse num curta, com outra trilha sonora, teria mais êxito que com o filme inteiro, que é bem ruim. E sim, Alex é muito foda, muito gente boa, humilde e fã de uma boa cachaça.

LAURINDO, o Tirso Calero também é um figuraça, o cara veio ao Brasil querendo festa e aprontamos várias na noite porto-alegrense! hahaha.

Alexandre M disse...

Felipe, são posts como este que me fazem acreditar, em minha humilde opinião, que o FILMES PARA DOIDOS é o melhor blog ativo e que me fazem visitá-lo todo santo dia! Excelente!

E é muito foda ver que esses caras que fazem filmes de horror são totalmente acessíveis! Neste ponto, apesar das bombas realizadas, até o Rob Zombie parece ser um cara simples. Ao contrário de Tom Savini, cujas várias histórias escaborosas podem ser lidas na net...

Mudando de assunto, li lá no Canibuk, sobre o seu novo curta "DR". Como está sendo a receptividade do público? Algum plano para lançá-lo em DVD mais pra frente? Fiquei bem curioso em relação a ele!

Dylan Dog a.ka.Victor B. disse...

Excelente post Felipe.Mas ao amigo Alexandre M,o que seriam essas histórias escabrosas sobre o Tom Savini?

Alexandre M disse...

Pois é, Dylan Dog, são histórias que li na net. Não estou afirmando que ele seja um cara escroto, mas pelo que li, caso eu fosse numa dessas convenções de horror que acontecem lá fora, eu nunca chegaria perto dele, apesar de admirar muito seu trabalho. Pode ser que pelo fato dele ser um veterano do Vietnã, ele não bata muito bem da cabeça, sei lá, hehehe!

Dê uma olhada nestes links, por exemplo:
http://mattmolgaard.wordpress.com/2011/09/02/the-first-night-i-met-tom-savini-and-the-disappointment-that-followed/

http://www.cinema-suicide.com/2007/07/20/woeful-tales-fanboy-circuit-tom-savini/

O mesmo digo do Glenn Danzig, de quem sou fã, mas presumo que seja melhor gostar dele à uma certa distância... Ambos parecem ser bem arrogantes em relação aos fãs.

Anônimo disse...

Cara! Pena só ter achado teu blog agora!
De uma super fã de trash, pseudo-trash, e lado B, os parabéns pelo blog tão bem elaborado e com resenhas/filmes tão bons!
Não para de escrever agora que te achei!

Artur G. Dias disse...

Algum colega citou o Rob Zombie acima e gostaria de saber: Guerra, você como um notório, assumido e fervoroso fã desse surpreendente mestre moderno do horror, o que espera do LORDS OF SALEM?
Se você disse pro Alex Chandon que CRADLE OF FEAR era uma bomba, até imagino como você iria se derreter todo e rasgar-se em elogios caso tivesse a chance de entrevistar o Zombie, hahaha! Isso seria interessante, mas não seria uma entrevista e sim, um jorro de impropérios que, fatalmente, iria acabar em violência brutal!

Anônimo disse...

Esse blog tá bem melhor que o site Boca do Inferno. Eu curto bem mais as resenhas do Felipe, grandes do jeito que são, do que aquelas resenhas pequenas que muitas vezes só servem como sinopse dos filmes.

Felipe, um filme legal pra você fazer resenha é um filme indiano chamado Naan Kadavul. Tipo, o filme é ruim pra kct (bom, eu achei muito ruim), mas ele é extremamente bizarro, pois a maioria dos atores são pessoas com deficiencia física (desde pessoas aleijadas, uma menina cega, um cara sem o nariz, anões, etc), e o protagonista é um mané com cara de Jesus Cristo, mas que fuma um baseadão, aí ele fica porra-loca e começa a lutar alguma arte marcial hindu pra defender os deficientes, mas ao mesmo tempo ele é arrogante com alguns deficientes. O nome do filme em inglês é "I Am God", é um filme de 2009. Velho, só vendo pra acreditar... o filme é todo falado em Tamil (um dialeto ou uma segunda língua lá na Índia), por isso se você for ver tente arrumar legendado! (A não ser que você fale essa língua, kkkkkkk).

E outra curiosidade desse filme, ele é de 2009 mas a telecinagem parece dos anos 80. Em vários momentos eu jurava que tava assistindo um filme B dos anos 80 de tão sujona que é a telecinagem.

laurindo big boss disse...

LAURINDO BIG BOSS: Felipe, consegui assistir, FASE 7 e CELL COUNT(Ótimos). Gostaria saber de voce, da disponibilidade de se conseguir, ou assistir os demais titulos, pois além da curiosidade, fica uma vontade de quero mais. Abraços Laurindo Junior.