quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

"...e nossos filmes explodem como dinamite!"


Se você frequentava videolocadoras (esse negócio hoje em extinção) entre o final dos anos 1980 e a metade da década de 90, certamente deve ter retirado, em algum momento de sua vida, pelo menos uma fita cuja capinha tinha uma moldura azul com estrelinhas brancas. E, antes do filme, viu a vinheta acima, que terminava com um sonoro "Somos a América Vídeo, e nossos filmes explodem como dinamite!".

A postagem de hoje, portanto, será sobre nostalgia e saudosismo. Eu aproveitei uns dias de "ócio criativo" no começo do ano para organizar minha abandonada coleção de VHS (sim, eu ainda tenho fitas) e escanear as capinhas mais antigas, acreditando que um dia isso ainda poderá se tornar um registro da memória da Era de Ouro das videolocadoras brasileiras.

(Enviei todo o material escaneado para o blog VHS - O Último Reduto, que semanalmente divulga capinhas das fitas brasileiras.)


Durante a enfadonha operação de tirar capinhas do estojo para escanear, fiquei viajando nessas capas de moldura azul com estrelinhas brancas da América Vídeo, e resolvi dividir algumas delas com vocês, nobres leitores e queridas leitoras. Elas estão em alta resolução (cliquem nas imagens para abri-las em tamanho grande), e podem ser usadas para criar capas de DVD customizadas.

A "atração principal" das fitas da distribuidora geralmente era precedida por uma inesquecível vinheta com cenas de vários filmes ao som da música "Winner Takes It All" (de "Falcão, O Campeão dos Campeões"), interpretada por Sammy Hagar.

Um narrador com voz gutural anunciava: "América Vídeo - Onde você encontra filmes com muita energia e alta tensão! Temos as melhores produções, as estrelas mais brilhantes e a coleção mais explosiva de filmes. Oferecemos o que há de mais sensacional e eletrizante, para que você estoure a boca do balão!".


A América Vídeo foi a principal responsável por lançar no país as produções da Cannon Films. Fundada em 1967, a Cannon foi comprada pelos primos israelenses Menahem Golan e Yoram Globus em 1979.

Usando bizarras estratégias de marketing, Golan e Globus praticamente dominaram a indústria do entretenimento de baixo orçamento da década de 80, produzindo aventuras baratas com Chuck Norris, Charles Bronson, Sylvester Stallone, Jean-Claude Van Damme e outros astros menos cotados daquele momento (como Michael Dudikoff e Robert Ginty).

Entre os "clássicos" da Cannon estão a trilogia "Braddock" (estrelada por Chuck Norris), a série "American Ninja", "Stallone Cobra", "Falcão, O Campeão dos Campeões", "Mestres do Universo" (a adaptação a toque de caixa do desenho "He-Man"), "Desejo de Matar 3", "As Minas do Rei Salomão", "O Último Americano Virgem", e muitos outros.


Entretanto, apesar de ser mais cohecida justamente por esses filmes rasteiros, os planos de Golan e Globus eram outros: eles pretendiam usar a grana obtida com as produções mais baratas e "populares" para financiar "filmes de arte" realizados por grandes diretores, sonhando com uma prateleira cheia de Oscars e o respeito da crítica especializada.

Assim, entre uma aventura de Chuck Norris e outra com Charles Bronson, a Cannon financiou e/ou distribuiu obras como "Amantes", de John Cassavetes; "O Ano do Dragão", de Michael Cimino, "Nenhum Passo em Falso", de John Frankenheimer; "Piratas", de Roman Polanski; "Rei Lear", de Jean-Luc Godard; "Otelo", de Franco Zeffirelli, e por aí vai.

Só que a prateleira cheia de Oscars ficou só no sonho, e todas essas produções "artísticas" da Cannon foram retumbantes fracassos de bilheteria. O caso do "Rei Lear" do Godard foi um dos mais engraçados: consta que Golan e Globus não entendiam bulhufas do que o francês estava fazendo, mas confiavam na "marca" Godard; já o diretor enrolou a dupla e fez qualquer coisa só para embolsar o salário no final. A maior parte da crítica não engoliu e taxou o filme de "piada de mau gosto".


O auge da consagração artística da Cannon Films seria o filme holandês "O Ataque", de Fons Rademakers, que ganhou o Oscar e o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro em 1987. Fora isso, nenhum dos projetos mais sérios da empresa deu maiores frutos, muito menos grana nas bilheterias.

Por volta desta época, a empresa tinha mais produções por ano do que dinheiro para bancá-las (lançou 43 filmes só em 1986!). E várias apostas equivocadas acabaram decretando a falência da produtora. Entre elas, o salário multimilionário (na época) para Stallone fazer o fracassado "Falcão"; o contrato para três filmes com o diretor Tobe Hooper - "Invasores de Marte", "Força Sinistra" e "O Massacre da Serra Elétrica 2", todos fracassos de bilheteria -, e a produção de "Superman 4" em 1987, cujo orçamento inicial de 36 milhões de dólares foi baixado para 17 milhões durante as filmagens.

Em 1988, Golan e Globus decretaram falência e cancelaram diversos projetos já anunciados, como "Mestres do Universo 2" e uma bastante comentada adaptação para o cinema de "Homem-Aranha", que seria dirigida primeiro por Tobe Hooper, depois por Joseph Zito e finalmente por Albert Pyun. Sobras dos figurinos e cenários dessas duas produções deram origem à aventura "Cyborg - O Dragão do Futuro", de Albert Pyun.


No Brasil, a América Vídeo não se limitou a distribuir apenas as produções da Cannon. Filmes baratos de ação e terror também saíram pelo selo, incluindo tralhas italianas como "Keruak - O Exterminador de Aço", de Sergio Martino, e "Escravas da Corrupção", de Bruno Mattei, além de várias obras da Full Moon, de Charles Band ("O Alien do Mal", "Dollman", "Brinquedos Diabólicos"), e até dois filmes do mestre José Mojica Marins ("Inferno Carnal" e "A Estranha Hospedaria dos Prazeres"), na época em que a febre "Coffin Joe" estava no auge e todo mundo queria faturar o seu em cima...

Mas é óbvio que as capinhas azuis com estrelinhas brancas serão eternamente lembradas pelos filmes bagaceiros de ação e pancadaria. Alguns deles tão ruins que faziam o slogan da América Vídeo soar como ironia. "Nossos filmes explodem como dinamite"? Claro, são mesmo umas bombas!!!

PS: Para saber mais sobre a trajetória da Cannon Films, suas produções e seus projetos arquivados, o lance é procurar pelo documentário "Electric Boogaloo: The Wild, Untold Story of Cannon Films", de Mark Hartley, que está rodando o circuito de festivais e será lançado oficialmente em 2015. Confira o trailer dessa pérola para saudosista nenhum botar defeito clicando aqui.

31 comentários:

Kubota disse...

Incrível nostalgia!!! Mesmo com as bombas, foi parte da infância e adolescência!! Legal!!

Gustavo Dornas disse...

Caramba! super nostalgia! Eu lembro de quase todos esses filmes. Não sabia dessa história da Canon.

Outra coisa marcante nas fitas da america video era a propaganda da Pousada do Sandi em Parati.

Jonathan Delgado disse...

Fudido!! Baita matéria bacana!!

marcio bernardi disse...

FANTASTICO

ja virei fã deste blog

Parabéns pelo trabalho

Daniela Monteiro disse...

Excelente, Felipe. Cada vez você se supera!

GATOP AMARELO disse...

GUERRA VENDO ESSAS CAPINHAS LEMBREI DE UM FILME MAS NAO LEMBREI O NOME... UMA CENA QUE LEMBRO É QUE TINHA 2 PERSONAGENS UM GORDO E UM MAGRO E O GORDO MORRE COM UM ESPETO NO TRASEIRO E QUE O ATRAVESSA... LEMBRA QUAL FILME É ESSE???

BOND disse...

Felipe, vc não me descolaria uma cópia do keruak, caso tenha gravador de dvd ? tenho uma versão dvd-rip, mas faltam as legendas, que poderia estrair do filme.

Anônimo disse...

Conheço quase todos os títulos. Muitos deles eu vi em vídeo-cassete ou por acaso, quando eu sintonizava na Rede Globo ou no SBT.

Sempre imaginei uma sequência para "Os Mestres do Universo", já que o esqueleto no final profere um ameaçador "Eu voltarei".

Francine

J. Verneti disse...

Cara, viajei no tempo com esse texto. Muito bom.
Lembrei de outra produtora da época, a Carolco Pictures, de Mario Kassar,responsável por alguns filmes com o Stallone e o Schwarzenneger.
Felipe, você poderia comentar algo a respeito desse estudio?
Valeu;

Bruno C. disse...

Muito boa a matéria Felipe! Que saudade danada da América e da Cannon!

Pousada do Sandi
http://www.youtube.com/watch?v=PWfsuLj1tgc

Tony Sarkis disse...

Quase me fez chorar de saudades dessa época!!!
época maravilhosa que nunca mais voltar!!!!

Robson disse...

Muito foda!!! Eu praticamente desfiz-me dos meus vhs(mas antes, ou baixei os filmes ou converti os vhs para dvd), porém ainda guardo as capinhas! Tenho muitas da américa video, incluindo alguams da fase que a América não colocava mais essas bordas azuis!!! Se quiser Felipe, as escaneio e lhe envio! E eu adorava o clipe com a música Winner takes it all e o slogan: "Nossos filmes explodem como dinamite!!" bons tempos!

Fernanda Santolin de Oliveira disse...

Parabéns Felipe pelo texto e obrigada por usar a vinheta que ripei e que o Osvaldo disponibilizou.

Não seria justo ripar um vhs e deixar de fora os trailers e vinhetas, não teria o mesmo sabor ao assistir.

E digo mais, pessoas que ripam e tiram tudo que não seja o filme são os mesmos f.d.p. que colocavam o vhs já com o dedo no FF e isso muitas vezes mastigava o começo da fita.

Anônimo disse...

Mais alguns títulos distribuídos pela América Vídeo:
*Garantia de Morte;
*Heróis ou vilões;
*A vingança de 1 predador;
*Campo 731*Bactérias - A maldade humana;
*Mensageiro da morte;
*Os Bárbaros;
*Criaturas 3;
*B.D. - O robô amigo.

Paulo Geovani Freitas Ribeiro

Paulo kersey disse...

"*A vingança de 1 predador;'

HAHA ERA ASSIM MESMO, COM O UM EM NUMERAL

Bússola do Terror disse...

Os VHSs fizeram parte integrante da minha adolescência e da minha pós-adolescência. Lembro deles com saudade e até mesmo com um certo carinho. É uma pena que tenham se extinguido de uma forma tão radical. Mas nada fica pra sempre, né?
Sobre esses filmes que você destacou, acho que a maioria deles foram umas bombas mesmo.rs Só vou discordar sobre A Hora do Lobisomem, que é lembrado até hoje pelos fãs de filmes de lobisomem como um dos maiores clássicos do gênero.

Anônimo disse...

Cara, isso tudo faz parte da adolescência de muita gente.

Hehehehe... E o mais legal é que atualmente muitos cinéfilos "sérios" aprenderam a gostar de cinema ao justamente por causa dessas bomb... quero dizer... "dinamites".

Daniela Cecchin

Anônimo disse...

Valeu por ter colocado essas capas no site! A América Vídeo é um simbolo de uma época em tinhamos o prazer em ir as locadoras e pegar quatro ou cinco filmes para ver no fim de semana, sem preocupações com aquilo que os críticos (pra mim, críticos não passam de almofadinhas frustrados). Filmes como A Morte Pede Carona (o original, com Rutger Hauer, não aquele remake meia-boca) e Highlander fizeram minha infância mais feliz, e eu os aprecio até hoje. Parabéns pela iniciativa!

Henrique disse...

Mano, essa propaganda da America Video ta na galeria daquelas de cigarro dos anos 80. Bom, que sensação boa era locar varios desses filmes para assistir num fim de semana

elemesmo disse...

Por falar em América Video, Felipe, quando vc vai fazer uma resenha de "Retroceder Nunca Render-se Jamais"? Eu sei que é chato esse negócio de sugerir pauta é um saco, mas o filme é bem tosco. De lá só o Van Damme deu certo. Acho que mereceria uma menção aqui.

Jaws disse...

"Oferecemos oque a de mais sensacional e eletrizante para que você estoure a boca do balão"....
Frase Classica hehehehehe

Anônimo disse...

Top Tape E Paris Filmes também marcaram epóca nas locadoras.

Paulo Geovani Freitas Ribeiro

Pintopix disse...

Ai, ai...
A contra-capa do "Sword & Sorcerer" diz que o filme é melhor que Conan, o Bárbaro e Excalibur...

Que caras pilantras, meu.

Se bem que fiquei curioso pra ver esse filme.

Givaldo Dias disse...

Cara essa matéria ficou muito boa, sou fã da América Vídeo desde criança, tenho uma vasta coleção de vhs ainda e várias delas são dessa distribuidora que marcou a memória de muitos cinéfilos do Brasil.
Meus parabéns pelo blog, é um dos melhores da atualidade.

Lutelro disse...

América Video, Look Video, F. J. Lucas, Transvideo, Century Video, Paris Filmes, Top Tape, LK-Tel, Band Video, dentre outras também extintas, todas vestígios de uma época passada e gloriosa dos VHS. Uma das capas mais bonitas foi a do filme "O Único Sobrevivente" que dá de mil a zero naquela série xarope Premonição , de tema semelhante. Look era minha abertura favorita com aquela musiquinha marcante e simples rolando enquanto se forma a imagem da diva Marilyn, que sempre faz-me arrepiar. Que época boa!

Anônimo disse...

Excelente post, como sempre!

Só um detalhe: acho que Golan & Globus são primos e não irmãos, como está no texto.

Abs

Felipe M. Guerra disse...

ANÔNIMO, bem lembrado, eles eram primos mesmo. Já consertei no texto. Obrigado pelo alerta!

nightrider disse...

Nossa,amigo!Adoro estas capinhas da américa vídeo!Procuro a capinha do VHS massacre da serra elétrica 2 que era da améric vídeo!Sabe onde tem?
Sensacional!Adorei seus posts!Tem um cara aqui no centro de sp que tem uma coleção gigantesca de VHS!Muito legal!

CarlosAlberto4TI disse...

Olá , espero que possa ler esse comentário e também quem sabe me ajudar a recordar .

Lembro de criança (hoje perto dos 30), ter assistido um filme de terror (ou suspense , mas lembro que deu medo rsrsrsr) , nesse filme , me lembro pouco dele e por isso gostaria de pedir ajuda para lembrar o nome desse filme para quem sabe asssiti-lo outra vez .

A parte que lembro : duas criança (perto dos 14), 1 menino e 1 menina , onde estão em um guardo (acredito que era do tio deles) , nesse quarto existe um tabuleiro de xadrez , com algumas peças , 1 dos dois mexem no tabuleiro e um quadrado preto , se levanta e sobre algo perto de uns 5 cm e um espelgo do tamanho de um adulto ao lado deles , estala e abre uma fresta , eles o enpurrão e então nesse quarto atraz do espelho , assim que entram eles veem (vamos ver quantos itens eu lembro) a juva do freddy krueger , a mascara do mascara jason , e outras coisas que náo lembro , eles continuam andando e ao passando de dimensão em dimensão onde lembro que em uma delas tinha alien (sim do filme aliem pelo que lembro) .

Bom se tiver tempo e se um dia chegar a ler esse texto , fico agradecido pela tentativa de descobrirmos que filme era esse .

Abraço !

Leonardo Peixoto disse...

Bons tempos aqueles das locadoras .

Renato Dias disse...

Electric Bogaloo A Louca História da Cannon Films(legendado)
https://m.youtube.com/watch?v=Xm5TSJhrshs