segunda-feira, 6 de junho de 2011

Filmes de mentirinha que eu queria ver - Final

COCKPUNCHER
Anos antes de brincar com sua própria imagem interpretando o vilão do decepcionante "Machete", o astro em decadência Steven Seagal já havia feito sátira no trailer falso de "Cockpuncher" (em tradução literal, "Socador de Pintos"). Esse trailer faz parte de uma comédia nonsense chamada "The Onion Movie" (2008, dir: Tom Kuntz e Mike Maguire). Ironicamente, "The Onion Movie" foi filmado em 2003, quando Seagal ainda era um astro do primeiro time começando a cair para a segunda divisão, mas a obra acabou engavetada durante anos e foi lançada comercialmente apenas cinco anos depois. Em "Cockpuncher", o ator "interpreta" um lutador que, desde criança, foi treinado por um sábio mestre oriental para dominar a arte do "cockpunching" - o que significa, claro, dar socos no saco dos inimigos. O trailer falso é rápido, mas repleto de cenas hilárias (como o "treinamento" do herói e sua roupa com um galo desenhado nas costas!!!) e frases de efeito ("You don't have the balls!"). Agora que Seagal partiu para o vale-tudo, bem que ele podia estrelar uma comédia demente satirizando os filmes de ação ao estilo "Cockpuncher", outra obra de mentirinha que eu adoraria ver!

Trailer de COCKPUNCHER





THE MOMMY
"Os Olhos da Cidade São Meus" (1987, dir: Bigas Luna) começa contando a história de um oculista que está ficando cego (Michael Lerner) e que, dominado hipnoticamente pela sua mãe (Zelda Rubinstein, a baixinha de "Poltergeist"), passa a assassinar pessoas para arrancar-lhes os olhos. Lá pela metade, numa reviravolta simplesmente genial, a câmera "se afasta" e descobrimos que na verdade isso não é a trama principal, mas sim "The Mommy", um filme dentro do filme que os personagens de "Os Olhos da Cidade São Meus" estão assistindo numa sala de cinema - e ali um psicopata "real" irá atacar, supostamente também hipnotizado pela "mãe" da obra falsa. O irônico dessa história toda é que, metalinguagem à parte, a trama do filme falso, "The Mommy", é muito mais interessante que a do filme "verdadeiro", e confesso que até fiquei chateado por não saber como terminava a trama do oculista assassino (embora desconfie que acabe de forma semelhante ao próprio "Os Olhos da Cidade São Meus"). Até porque Lerner e Zelda estão FANTÁSTICOS! Então taí: alguém devia fazer uma versão completa de "The Mommy", talvez o próprio José Mojica Marins, que desde os anos 60 promete um filme com ideia semelhante chamado "O Devorador de Olhos"!!!





LA FIN ABSOLUE DU MONDE
Em "O Chamado" (o original japonês, não aquele patético remake norte-americano), Hideo Nakata explorou de maneira genial a curiosidade mórbida do espectador: existe uma fita amaldiçoada que quem assiste morre sete dias depois, mas mesmo assim os personagens não resistem a ver a dita cuja. O mesmo conceito foi retrabalhado por John Carpenter em "Cigarette Burns" (2005), seu episódio para a primeira temporada da série de TV "Masters of Horror" (lançado no Brasil em DVD com o título "Pesadelo Mortal"). Na trama, um detetive é contratado por um colecionador de filmes raros para encontrar a única cópia existente de uma obra maldita, "La Fin Absolue du Monde", dirigida por Hans Backovic em 1971 e exibida uma única vez no Festival de Cinema Fantástico de Sitges, com resultados catastróficos: as imagens perturbadoras provocaram uma epidemia de loucura nos espectadores, que passaram a matar uns aos outros. É óbvio que a mesma coisa acontecerá aos personagens de "Cigarette Burns" no momento em que eles colocarem as mãos (e os olhos) na tal obra maldita. Esperto, Carpenter mostrou apenas uns 30 segundos de "La Fin Absolue du Monde" durante o episódio, só para atiçar a curiosidade do espectador, e é aí que percebemos como "O Chamado" faz sentido. Porque, mesmo sabendo dos supostos efeitos colaterais mortais, dá a maior vontade de ver o filme falso na íntegra...

Cenas de LA FIN ABSOLUE DU MONDE





STARKILLER
Vejam só que coisa: Joe Dante, que já havia aparecido na outra atualização com "Mant!", agora retorna à lista com outro filme falso, "Starkiller", uma ficção científica classe C cujas cenas vemos no maravilhoso "Viagem ao Mundo dos Sonhos" (1985). "Starkiller" traz o eterno coadjuvante Robert Picardo (!!!) interpretando o herói Starkiller com uma bizarra peruca loira. Acompanhado pela gata (já falecida) Karen Mayo-Chandler, ele aparece explodindo naves pra lá de fakes enquanto dispara frases de efeito como "Burn in hell, alien maggots! You shall not possess our women, slime-bred vermin!". Ou seja, "Starkiller" é "Machete" feito 25 anos antes, inclusive com a mesma ideia de um coadjuvante feio sendo alçado à protagonista (e dando uns pegas numa gostosa). Tem como não querer ver o filme? E, como todos os nerds do mundo devem saber, há uma citação nada sutil a "Star Wars": originalmente, Luke Skywalker iria se chamar Luke STARKILLER!!! (E, no filme falso, Starkiller tem até uma frase do tipo "He was like my father", para deixar bem clara a homenagem!!!)





MOSQUITO!, THE AMAZING ELECTRIFIED MAN e THE POSSESSOR
Para fechar essa tosquice que só serviu para me livrar de escrever novas resenhas de filmes (mas acabou dando tanto trabalho quanto), a cereja do bolo! "Popcorn" (1991, dir: Mark Herrier e Alan Ormsby) é um genial slasher metalinguístico injustamente esquecido, e que eu acho muito, mas muito melhor que a série "Pânico", por exemplo. Na trama, estudantes que promovem um festival de filmes de horror antigos num velho cinema são mortos por um psicopata. Mas o melhor de "Popcorn" são as cenas dos filmes falsos exibidos durante a trama, entre um assassinato e outro:

"Mosquito!" é uma brincadeira com aqueles filmes dos anos 50 sobre animais gigantes produzidos pela radiação, e mostra um mosquitão de plástico voando pelo cenário e sugando LITERALMENTE suas pobres vítimas.


"The Amazing Electrified Man" também remete àqueles títulos pomposos dos anos 50 (com adjetivos como Amazing, Colossal, Incredible), e conta a história de um condenado à cadeira elétrica (Bruce Glover, um dos vilões gays de "007 - Os Diamantes São Eternos") ganhando mortíferos poderes elétricos - o que me fez pensar como "Shocker", de Wes Craven, poderia ter ficado divertido...


Finalmente, temos "The Stench", um filme japonês colorido sobre um "aroma" mortal, e "The Possessor", um horror experimental setentista repleto de imagens chocantes com um ator-diretor malucão confessadamente inspirado em... José Mojica Marins!!!


"Popcorn" mostra poucas cenas de "The Stench" para ter me deixado com vontade de vê-lo, mas os outros filmes falsos são apresentados com tantos detalhes (inclusive vinhetas falsas dos estúdios que supostamente os produziram) que dá até um desânimo saber que nunca veremos os filmes completos (principalmente os divertidíssimos "Mosquito" e "Electrified Man").

Cenas de THE AMAZING ELECTRIFIED MAN





E com isso me despeço dessa brincadeira sobre filmes falsos, deixando ainda duas menções honrosas: a série "Scorcher", mostrada em "Trovão Tropical" (2008, dir: Ben Stiller), que tem Ben Stiller como absurdo herói de ação (inclusive enfrentando desastres naturais, como uma nova Era Glacial), e "Dead World", o falso filme podreira de horror e ficção científica que o protagonista produz na esquecida comédia "Cercar e Destruir" (1995, dir: David Salle), e que traz a gatíssima Tahnee Welch com pouca roupa enfrentando um gosmento alienígena com uma serra elétrica (ISSO SIM eu queria ver!!!). Infelizmente, não achei fotos/vídeos desses dois para ilustrar...

ATUALIZAÇÃO: Meu amigo Osvaldo Neto, do blog Vá e Veja, mandou o vídeo com as cenas de "Dead World", para que vocês todos possam ver Tahnee Welch contra o alien gosmento! Valeu, Osvaldão!!!

Cenas de DEAD WORLD




ATUALIZAÇÃO 2: E agora é a vez do Cristiano mandar o trailer do sexto filme da série "Scorcher". Eu não engulo o Ben Stiller, mas satirizar a imbecilidade das franquias de ação modernas (como "Velozes e Furiosos" e o escambau) daria material para uma bela comédia.

6 comentários:

Vulnavia disse...

Só a título de curiosidade pra você, descobri o "filme" do "O Íncubo".
Não foi feito pro filme, é um vídeo da banda Samson (banda anterior do Bruce, antes dele ir pro Maiden)

http://www.youtube.com/watch?v=XojJOgiRgus

Elenilson Silvestre disse...

Ontem (domingo 5 junho) passou na Rede Brasil-Matinee,então creio eu que o programador dos filmes desse canal acompanha seu site,então continua a apresentar bons filmes ou bons falsos filmes como o "socapinto" do steven "sigal".^^

Cristiano disse...

Olha o Scorcher VI aí, meu velho!

http://videosift.com/video/Scorcher-VI-Global-Meltdown-Trailer

De nada! :P

Renan disse...

Pois é, "Le fin absolue du monde" é uma das melhores coisas daquele episódio, ao contrário daquela horrível referência a 8mm, que me fz rachar de rir. Se Carpenter fizesse um filme daquele jeito, tão obscuro e surreal seria algo de gênio.
Ah, de tanto ver vc meter o pau no Shocker, resolvi assisti-lo de novo, já que eu lembrava dele apenas qdo passou na Tela Quente, há uns bons 15 anos pelo menos. O problema dele é que não dá para saber se o Craven queria um novo filme de slasher, no estilo de a Hora do Pesadelo, se quis fazer uma comédia de humor negro, com sátira aos filmes de slasher, ou um cult movie. Acho q ele jogou tudo no liquidificador e bateu, e saiu um troço sem medida.

Lutelro disse...

Tem aquele filme que tá passando no cinema em "Aconteceu à Meia-Noite" que tem umas cenas com uns atores vestidos de robôs em forma de lata (impagável) e a determinado momento um alien começa a matar a galera no cinema.

Leonardo Peixoto disse...

Tem no YouTube trailers de falsos filmes estrelados pela turma do Chaves que são material perfeito para o Filmes para Doidos , https://www.youtube.com/user/diegorjbr2/videos .