domingo, 8 de fevereiro de 2009

Fui, matei e voltei


Alô amigos e fiéis leitores do FILMES PARA DOIDOS: os Euros terminaram e aqui estou eu de volta da minha pequena Eurotrip! Foi uma maratona cansativa e inesgotável de cultura e entretenimento, um mês zanzando por oito países (na ordem, Portugal, Espanha, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Suíça, França e Itália; nove, se considerarmos o Vaticano um pequeno país) e 18 cidades, das pequenas vilas medievais às grandes capitais.

Bom, o que posso lhes adiantar no momento é que o cara se sente desesperado com a quantidade de "informação" que eles têm por lá, principalmente quando se é um reles cinéfilo de terceiro mundo. Claro que estou falando da quantidade de coisa lançada em DVD (e da quantidade de edições luxuosas e especialíssimas que jamais veremos no Brasil), da quantidade de livros sobre cinema, da quantidade de salas de cinema fora dos shopping centers e sem adolescentes xaropes atrapalhando as sessões, da quantidade de cenários naturais de filmes, e por aí vai.

Na Itália, por exemplo, torrei quase todo meu dinheiro em livros sobre western spaghetti (comprei o dicionário de filmes do gênero mais completo que já encontrei até hoje, incluindo até títulos brasileiros e turcos!), sobre Lucio Fulci, sobre horror italiano e sobre um dos meus cineastas preferidos, Enzo G. Castellari; trouxe também muitas edições especiais em DVD que eu nem sabia que existiam, e ainda dei o pé quente de encontrar pessoalmente o cineasta Luigi Cozzi, o diretor de "Starcrash" e "Alien Contamination".

Quando sobrou um tempinho, vi três filmes na tela grande: "The Spirit" na Espanha, "Slumdog Milionaire" em Paris e "Milk" na Itália. Quero falar mais sobre eles em posts futuros, mas já adianto, só para criar polêmica (hehehe), que achei o filme do Miller uma merda, adorei o dramalhão-clichê do Danny Boyle e não achei o drama gay do Gus Von Sant nenhuma maravilha.

Como teria muito a escrever sobre esta viagem sob uma ótica mais cinéfila, resolvi fugir temporariamente do formato mais "fechado" do blog, de só postar análises de filmes: pelos próximos meses, vou intercalar as postagens normais de tranqueiras com fotos e comentários sobre as aventuras européias. Espero que os leitores não fujam...

Bom, vou ficando por aqui porque o cara volta ao Brasil depois de um mês sem telefone e internet e encontra um milhão de pepinos à espera para resolver (incluindo esta bosta de reforma ortográfica). Dentro de dois dias, o FILMES PARA DOIDOS volta à ativa. Abraço a todos!

18 comentários:

Allan Verissimo disse...

Bem-vindo de volta,senhor Guerra.Mas,sem ofender,eu esperava que o senhor iria só voltar daqui a uma duas semanas ainda...
Considerando que o diretor é Frank Miller,eu achava que SPIRIT devia ser um filmaço até você falar isso.Ele por acaso adota o mesmo estilo "exagero dos quadrinhos" de 300?
Depois do que o senhor falou,vou mesmo ver SLUMDOG MILIONAIRE.MILK ainda estou em duvida,pois os "grandes criticos brasileiros" já disseram que acharam ambos filmes apenas razoaveis.
É o senhor é sortudo em ja ter visto esses filmes,pois aqui nessa terra sem cultura em que vivemos,só deu pra ver três filmes famosos:o remake de O DIA EM QUE A TERRA PAROU,que é uma porcaria,O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON,que não achei nenhuma maravilha e é apenas razoavel(alguns detalhes da historia são muito parecido com FORREST GUMP)e o otimo DUVIDA que eu recomendo ao senhor.
Encontrou Luizi Coggi?Mas foi por acaso,ou o senhor quis procurar ele mesmo?
Agora é esperar semana que vem para ver o tão esperado remake de SEXTA-FEIRA 13.Não tenho nenhuma expecativa,mas não pode ser tão ruim como a parte 5 ou JASON X.Vamos ver...
Bom,senhor Guerra,é otimo ter o senhor de volta a nossa tão amada Patria(essa foi horrivel)e realmente é melhor o senhor descansar alguns dias do computador para se repor dessa viagem.Abraços e até mais.

Ronald Perrone disse...

Aeee, seja bem vindo, Felipe! Muito boa a idéia de contar as suas aventuras pela Europa. Não acho que seus leitores fugirão... =)

Matheus Ferraz disse...

E aí, Felipe, bem vindo de volta ao Terceiro Mundo.

Allan Verissimo disse...

Deve ser a coisa mais triste do mundo andar pelos lugares com mais informações sobre cinema no mundo e ser obrigado a voltar para essa porcaria de país onde até mesmo filmes de nomes quentes como QUENTIN TARANTINO não chegaram ainda,nem ao menos diretamente para dvd!(estou me referindo a A PROVA DE MORTE).

Rodrigo Pereira, um sujeito que gosta de cinema disse...

Felipe, welcome back. Como quer que tenha se dado seu encontro com o Cozzi... que legal! Já teria valido a viagem que pelo jeito rendeu muitas outras emoções. Estou ansioso para lê-las no FILMES PARA DOIDAS - quer sejam cinéfilas, quer não. Qdo sobrar um tempo, vc consegue me mandar uma lista dos westerns brasileiros e filmes de cangaço citados nesse dicionário? E o nome do dicionário também, é claro. Sem pressa, ok? Abraço,

Heraclito disse...

Esse Dicionário é animal, eu tambem tenho. Inclusive ja fiz essa lista que o Rodrigo pediu, de certo ele não percebeu que se trata do mesmo livro.

Felipe M. Guerra disse...

Rodrigo e Heraclito, o livro é o DIZIONARIO DEL WESTERN ALL'ITALIANA, do Marco Giusti. Na capa tem aquele desenho do Franco Nero apontando uma arma, do cartaz do Tempo de Massacre. Será o mesmo livro? Olha, até agora só dei uma folheadas, mas achei fantástico. Na verdade, só faltam reproduções de cartazes e algumas fotos para ser a obra definitiva sobre o assunto, penso eu.

Leandro Caraça disse...

Aguardo o relato sobre sua passagem na Holanda. E tem coisa mais 'très chic' do que ir para Paris só para ver um filme do Danny Boyle. :)

Mestre Infernauta disse...

Aguardaremos ansiosos pelos relatos de sua viagem!

Obs: Imagino que tenha visto a sua versão italiana, Cozzi, em Viena.

Obs 2: teria sido um pé quente ainda maior se visse a Asia Argento por lá...

Abraços...

artur disse...

seja bem vindo de volta felipe, puxa cara que sorte encontrar um diconario do spaghetti western, posta esse livro ae, eu stou mesmo interessado na sua viagem, espero que tenha ido a almeria, estava feio aqui sem suas resenhas cômicas, são muito engraçadas, hasta luego copañero

Bruno C. Martino disse...

Aêeeeeeeee! Quero ler os posts das viagens!

Não foi pra Bratislava não? Medrosão! :P

FTE disse...

Parabéns pela viagem Felipe!
Se eu fosse tu, tinha voltado com tanto dvd de lá que teria que arrumar um armário novo hehe
Fala mais aí nos dvds que tu conseguiu pra dar inveja na gurizada hehe
Abraço!

Felipe M. Guerra disse...

Caro FTE, como eu fui viajar só de mochila, e com os Euros contados, infelizmente não deu para trazer todos os DVDs que eu encontrei (e você não iria acreditar na quantidade de edições especiais de babar que eles têm por lá). Mesmo assim, comprei uma quantidade tão grande de filmes que tive que deixar metade das roupas por lá para caber na mochila! Mais adiante vou dar detalhes para a galera ficar com inveja... hahaha

Allan Verissimo disse...

Esses três filmes que o senhor viu na Europa,deu para entender o que os personagens falavam ou pelo menos entender a historia?

Leandro Caraça disse...

Não acredito que você assistiu a três filmes que estão para estrear por aqui. Por que não foi ver coisas que nem em sonho passariam nos cinemas brasileiros ? :(

doug disse...

EIA MUITO BOM O SEU BLOG, JÂ LIA OS SEUS ARTIGOS NA BOCA E SEMPRE ACHAVA MUITO BACANA, PARABÊNS
COMO FÃ DE RAMONES NEM PRECISO COMENTAR ESSA ULTIMA POSTAGEM, MAS QUERIA SUGERIR, UM ESPECIAL WESTERN
SPAGHETTI, COM A SERIE SARTANA
MAIS UMA VEZ PARABÊNS

Takeo Maruyama disse...

Já estava com muitas saudades de seus textos, Felipão! Veja só que coincidência, você voltando da Europa e eu acabei de voltar do Japão. Agora só falta eu atualizar o meu blog...

Anônimo disse...

Eu sei que aqui não é um local muito adequado para postar isso, mas vamos lá:
Parabéns pela sua posição contrário à refoma ortográfica. Será que não seria interessante todos nós que somos contrários à reforma boicotá-la? Pela internet podemos passar e espalhar mensagens um a um para um grande boicote. Até que um dia chegaríamos a grande imprensa. Isso pode partir de vocês que escrevem em sites, blogues, etc. A importância hoje da imprensa alternativa é de fato muito maior que num passado recente. Devemos resistir contra a reforma. Não isso ão é impossível. Na Alemanha conseguiram revogar um acordo ortográfico porque a imensa maioria da população se posicionou contrariamente à mesma. Ah se o povo soubesse a força que têm. Você Felipe que mantém muitos contatos pela internet pode ajudar fazendo a sua parte (sempre leio seus textos no BocadoInferno.com, sou fã do site). O pessoal do Boca do Inferno idem. E assim por diante. Rapaz, até agora eu não vi ninguém satisfeito com essa reforma (talvez só algumas editoras de dicionários). Se cada um agir a seu modo poderemos, de uma forma ou de outra, revogar a infame reforma.
Até!